• ibrthe

Jesus, o Deus que Salva

Por Ivonaldo Lopes

“Não há salvação em nenhum outro; porque abaixo do céu não existe nenhum outro nome, dado entre os homens, pelo qual importa que sejamos salvos” Atos 4.12 A salvação não é uma opção humana, ela é uma necessidade, pois sem ela tudo o que construímos nessa vida não fará nenhum sentido, afinal de contas não é nessa vida que se resume nossa existência; há uma outra realidade que nos espera após a morte. Essa necessidade de salvação surge de uma consequência da própria humanidade: o pecado. O pecado colocou a humanidade sob a condenação divina, tendo como preço a morte eterna - “Porque o salário do pecado é a morte...” (Rm 6:23). Muitos ignoram essa realidade ou tentam relativizá-la impondo algumas ações que justifiquem a necessidade de buscar essa salvação. É muito comum ouvir das pessoas os seguintes argumentos: “O inferno é aqui na terra” ou “eu não bebo, não fumo, não matei ninguém”, “Eu ajudo as pessoas necessitadas, sou uma boa pessoa”, em outras palavras eles dizem - por que Deus me condenaria? Necessitar de salvação é uma realidade que muitos desconhecem, em sua maioria são enganados pela própria religiosidade, que busca focar apenas nos dogmas, costumes e preceitos humanos. Quando olhamos para a Bíblia vemos que a salvação é colocada como uma necessidade desde o início. Quando o homem resolveu desobedecer a Deus e seguir o seu próprio caminho, ele se tornou responsável pelo seu destino, que como já falamos anteriormente o levará a morte. A pergunta que todos devem fazer é: “onde eu posso encontrar a salvação”? A resposta a essa pergunta se encontra no texto que diz: “Não há salvação em nenhum outro; porque abaixo do céu não existe nenhum outro nome, dado entre os homens, pelo qual importa que sejamos salvos” (Atos 4.12). Essa passagem bíblica nos revela duas verdades importantes sobre a salvação: 1°) “Não há salvação em nenhum outro...” Pedro havia sido preso juntamente com João por ter curado um paralítico utilizando o nome de Jesus, e as autoridades religiosas queriam saber de onde vinha todo aquele poder, por que ficaram admirados em como pessoas comuns foram capazes de curar um aleijado. Foi então que Pedro elevou o nome de Jesus a outro patamar, ao dizer que Ele não só tem poder para curar uma pessoa, mas que o Seu nome tem poder para salvar, e não apenas isso, ele afirma que Jesus é o único que pode salvar. Essa afirmação de Pedro divide todo e qualquer conceito sobre a busca por salvação, ele centraliza a pessoa de Jesus como sendo o único meio pelo qual alguém pode ser salvo. Um exemplo disso é a religião hindu que diz que se você aplicar a um Bramam o conhecimento de um caminho para a salvação, ele provavelmente te dirá que uma vez que as pessoas seguirem suas religiões com convicções sinceras, serão indubitavelmente salvas. Para os Muçulmanos, se eles obedecerem Maomé e sinceramente acreditarem no que ele ensinou, sem dúvidas, Alá ira glorificá-los no final. O Bramam pode admitir que existe salvação em 50 religiões junto à sua, mas nós não admitimos coisa semelhante! Não há salvação verdadeira fora de Jesus Cristo! Pois o próprio Senhor Jesus afirma, “Eu sou o caminho, a verdade e a vida. Ninguém vem ao Pai, a não ser por mim” (João 14:6). Ele não é apenas o caminho que conduz o homem a Deus, Ele é o único caminho. 2°) Só há salvação em Jesus. “...porque abaixo do céu não existe nenhum outro nome, dado entre os homens, pelo qual importa que sejamos salvos” A outra parte do versículo diz que só há um nome que pode salvar, e esse nome é o de Jesus. Isso mostra que a salvação não se encontra nos dogmas, costumes, tradições, na religião, ou em uma igreja especifica, a salvação é propriedade exclusiva de Jesus Cristo. Esse fato causou muito alvoroço na época em que Ele esteve encarnado aqui na terra, por conta que os religiosos da época, cegos pela tradição judaica, não aceitavam o fato de que um simples filho de carpinteiro desconhecido poderia ter tamanha autoridade. Um exemplo disso está registrado em Marcos 2, especialmente no verso 5, quando Jesus afirma perante todos que tinha poder para perdoar os pecados de um paralitico: “Vendo a fé que eles tinham, Jesus disse ao paralítico: “Filho, os seus pecados estão perdoados”. Essa afirmação de Jesus é única, pois nunca se soube ou jamais se ouviu da boca de alguma outra pessoa tamanha autoridade. Jesus está afirmando que Ele próprio pode cancelar a dívida que as pessoas têm em relação ao pecado, isso implica diretamente no destino de cada um de nós, ou seja, se não há mais dívida, não há mais acusação, se não há mais acusação, não há mais condenação como diz o apostolo Paulo: “Portanto, agora já não há condenação para os que estão em Cristo Jesus”. (Romanos 8:1) Não há nenhum outo nome debaixo do céu que possa salvar a humanidade, nenhum dos deuses, religiões, igrejas nem o próprio homem com suas tentativas ineficazes de se auto-justificar por meio de suas ações inoperantes. O único nome que tem poder e autoridade para salvar é o nome de Jesus; poder por ser Ele o próprio Deus, e autoridade por ter sido Ele mesmo quem levou sobre si todos os nossos pecados morrendo na cruz.

Perguntas para o Grupo Multiplicador:

1. Como você encara a necessidade de salvação em sua vida? 2. Se você reconhece Jesus como sendo o único autor da salvação, o que você tem feito para obtê-la? Para assistir a mensagem no Youtube clique no link: http://ibrthe.com/Mensagem04-SerieJesus

0 visualização

© 2020 por IBRTHE

  • Preto Ícone Instagram
  • Black Facebook Icon
  • Preto Ícone YouTube
  • Preto Ícone Twitter
  • Spotify - Black Circle
  • Preto Ícone Deezer

Todos os direitos reservados.