• ibrthe

Eu sou a videira verdadeira

Por Erivan Pedro

Depois de meditarmos sobre Jesus ser o Pão da Vida, a Luz do Mundo, a Porta das Ovelhas, a Ressurreição e a Vida, o Bom Pastor, vamos dar prosseguimento à série com base na seguinte declaração de Cristo: “Eu Sou a Videira Verdadeira”.

Nosso texto base será João 15:1-8.

- Jesus disse essas palavras na mesma noite em que ele foi traído. Aquela era a última oportunidade de Jesus advertir seus discípulos antes de ser preso e condenado à morte.

- Por que Jesus usou essa ilustração? Bem, o cultivo dos vinhedos era uma atividade importante para a vida e a economia de Israel. Ao usar essa metáfora, Jesus recorreu a uma imagem que todos os judeus conheciam bem, então os discípulos poderiam facilmente entender o ensinamento de Jesus ao dizer: “Eu sou a Videira verdadeira”.

- Para entender melhor, vamos por partes. Vejamos primeiramente A VIDEIRA. Há três tipos de videira nas Escrituras. A videira do passado refere-se a Israel como nação (Isaías 5). Esta fracassou em produzir os frutos que Deus esperava. Também há uma videira do futuro, a "videira da terra", em Apocalipse 14:14-20. E agora, a Videira em questão: A Videira do Presente, ou, Videira Verdadeira.

- A videira do presente é nosso Senhor Jesus Cristo, e inclui, obviamente, seus ramos. Ele é a "Videira Verdadeira", ou seja, "a original, da qual todas as outras videiras são cópias".

- Se Israel fracassou em produzir frutos, então Jesus foi vitorioso como Videira Verdadeira. Ele produziu frutos dignos de honra. Dele emana amor, alegria, paz, bondade, mansidão, paciência, fidelidade, domínio próprio. Ele não desapontou.

- OS RAMOS - O ramo somente pode trazer fruto se tiver uma ligação orgânica com a videira. Se nos outros “Eu Sou” Jesus convocou as pessoas a seguirem ele, dando-lhes esperança e oferecendo-lhes a salvação, neste “Eu Sou” ele convoca os que já estão ligados à Ele para que deem frutos que permaneçam. Qual é a importância de se produzir frutos? Jesus diz: “Eu vos escolhi a vós outros, e vos designei para que vades e deis frutos, e o vosso fruto permaneça” (Jo 15:16). Estamos aqui para cumprirmos os sonhos de Deus e trazermos glória para o seu nome através de uma vida frutífera.

- Em nosso texto base, Jesus afirmou várias vezes a importância de nós, o ramos, permanecermos ligados a ele – A Videira. "Permanecer" significa manter a comunhão com Cristo de modo que trabalhe em nossa vida e por meio dela, a fim de produzir frutos. - Como saber se "permanecemos em Cristo"? Sentimos alguma coisa especial? Quando permanecemos em Cristo, produzimos frutos e sentimos o Pai nos "podando" para que possamos dar mais frutos (Jo 15:2).

- OS FRUTOS - A Bíblia fala de vários tipos de frutos espirituais. Damos frutos quando levamos outras pessoas a Cristo (Rm 1:13); quando somos parte da colheita (Jo 4:35-38); ao crescer em santidade e em obediência (Rm 6:22). Paulo considera as ofertas dos cristãos frutos de uma vida consagrada (Rm 15:28). "O fruto do Espírito" (GI 5:22, 23) é o caráter cristão, que glorifica a Deus e mostra a realidade de Cristo a outros. Até mesmo nossas boas obras e nosso serviço nascem dessa vida de permanência em Cristo (CI 1:10). O louvor que vem do coração e dos lábios também é fruto para a glória de Deus (Hb 13:15). Será que somos ramos produtivos? Estamos produzindo frutos que permanecem? Qual será o meu nível?

- É impossível estar em Cristo sem ser cristão. É impossível estar em Cristo e perder a salvação. O ramo é valioso para ser cortado. Ele precisa ser lavado e levantado e amarrado de volta aos outros ramos e logo começará a frutificar. Se alguém que está em Cristo não está produzindo frutos, o Viticultor, que é Deus, nos levanta. Para isso, ele usa a disciplina. O propósito da disciplina é limpá-lo e levantá-lo para que você viva uma vida frutífera para a glória de Deus. A disciplina é um ato doloroso, mas um ato de amor.

- Aos que frutificam, Deus poda (v-2) ”limpa”. A poda é o meio que Deus usa em nossa vida para frutificarmos mais. Quanto mais permanecemos em Cristo, mais frutos produzimos, e quanto mais frutos produzimos, mais o Pai nos poda para que a qualidade mantenha-se no mesmo nível que a quantidade.

- De que maneira o Pai nos poda? Por vezes, simplesmente usa a Palavra para nos convencer de nosso pecado e nos purificar. Outras vezes, permite que passemos por provações. A poda também dói, mas nos aperfeiçoa e produz perseverança em nós.

- Então, não se desespere se Deus está trabalhando em sua vida: disciplinando você ou podando você. O Pai quer encontrar em você, muitos frutos.

Perguntas para o GM:

1. Você se reconhece como alguém que está verdadeiramente ligado à Jesus Cristo?

2. Você consegue identificar “frutos” de arrependimento em seu modo de viver?

3. Você já se sentiu levantado (disciplinado) ou podado por Deus em algum momento? Compartilhe


Fazer Download em PDF:

GUIA-EU-SOU-06
.pdf
PDF • 271KB

28 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo