• ibrthe

Eu sou a porta das ovelhas

Por Erivan Pedro

Hoje veremos mais uma autoafirmação de Jesus acerca de si, sobre quem Ele era. Depois de meditarmos sobre Jesus ser o Pão da Vida e a Luz do Mundo, vamos dar prosseguimento à série com base na seguinte declaração de Cristo: “Eu sou a porta da ovelhas”.

Nosso texto base será João 10:7-10.

Esta conversa, ou sermão, desenvolveu-se a partir do confronto de Jesus com líderes judeus, depois da expulsão do mendigo, cego de nascença no capítulo 9. Depois que Jesus usou uma parábola para ensinar os judeus e estes não entenderam o que Ele falou, decidiu então acrescentar uma aplicação à sua ilustração. Em duas ocasiões ele diz: "Eu sou a Porta". Ele é a Porta do aprisco; permite que as ovelhas saiam do aprisco (a religião judaica) e entrem no rebanho. Os fariseus expulsaram o mendigo da sinagoga, mas Jesus o conduziu do judaísmo para o rebanho de Deus.

APLICAÇÃO

As portas estão bem presentes em nossas vidas, elas são vias de acesso que nos permitem entrar e sair dos mais diversos lugares. Sem elas, nossas vidas seriam muito difíceis e limitadas. A palavra “porta” também pode ser usada em sentido metafórico, como significado de “oportunidade”. Por isso, essa ilustração é tão propícia para pensarmos nossa jornada. Jesus é a maior porta com que podemos nos deparar em nossa vida.

Jesus é a porta da salvação. Quem entra por Ele, não se junta a um rebanho qualquer, a um grupo ou organização qualquer. Quem entra por Ele se torna parte de “um só rebanho”, a Igreja de Cristo. Jesus é o único acesso legítimo à salvação e ao povo de Deus. Não é o nascimento, nem o costume e a tradição, tampouco um sacramento em si, também não é o “ter crescido na igreja” que nos torna membros da comunhão dos redimidos.

Jesus é a porta da libertação. Existem muitas portas hoje com promessas de libertação, mas que na verdade só conduzem à escravidão. Jesus é a porta que conduz à liberdade. Quem entra pela porta que é Jesus, entra e sai. As ovelhas de Cristo são livres. Deus nos chamou para a liberdade (Jo 8:36). Quando Jesus soube que os fariseus haviam expulsado o medigo da sinagoga, se revelou a ele e ele o adorou. O que antes era cego, mendigo, escravo do pecado e de sua condição miserável, entrou pela “porta das ovelhas”, voltou a ver e foi liberto (Jo 9:35-41). O que significa entrar e sair do aprisco de Jesus?

- Ao falar sobre entrar e sair, Jesus quis dizer que suas ovelhas não poderiam ficar acomodadas ao conforto e segurança do aprisco. Em Mateus 5.13-16, Jesus diz que seus discípulos são o sal da terra e a luz do mundo. Assim como o sal não cumpre a sua função ficando dentro do saleiro, nem a luz debaixo de uma vasilha, as ovelhas de Jesus não cumprem a sua função ficando apenas no aprisco. Os discípulos de Jesus são chamados a fazer diferença neste mundo, levando outras pessoas a também passarem pela porta.

JESUS É A PORTA DA PROVISÃO E DA VIDA ABUNDANTE - Quem entra pela porta que é Jesus encontra pastagem. Nele há provisão farta e vida abundante. A nossa provisão espiritual é encontrada em Cristo. Ele é o nosso alimento. Ele é o pão e a água da vida. Às ovelhas que decidem passar pela “porta” que é Jesus, Ele promete paz, descanso, direção, proteção, vitória e companhia eterna.

- Jesus é a porta verdadeira, a única que vale à pena entrar, a mais segura de todas. Aquele que entra por Ele encontra salvação, liberdade e provisão, que é a verdadeira vida abundante.

Perguntas para refletir:


1. Você reconhece em Jesus a única via de acesso para uma vida transformada?

2. Você já entrou pela porta?

3. Se você já entrou pela porta, tem saído por ela para apresentá-la a outros que ainda não passaram por ela?


Fazer Download em PDF:

GUIA-EU-SOU-03
.pdf
PDF • 266KB

37 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo