• ibrthe

Criados para a Eternidade

Por Erivan Pedro

 

“Ele fez tudo apropriado a seu tempo. Também pôs no coração do homem o anseio pela eternidade...” (Ec 3.11).

Na mensagem passada, relembramos que tudo começa com Deus, ou seja, não descobrirei o real sentido da minha vida olhando pra dentro de mim mesmo, pois eu não sou o foco. Deus é criador, o fabricante. Tudo começa com Ele. Hoje veremos que fomos CRIADOS PARA A ETERNIDADE.

Reflita sobre a seguinte citação de Joseph Wood Krutch, professor de inglês da Universidade Colúmbia de 1937 a 1952: “Não há motivo para supor que a vida do homem tem mais significado do que a vida do mais humilde dos insetos que se arrasta para a aniquilação”.

Bom, embora Joseph Krutch tenha sido um bom professor, a maioria dos cristãos não concorda com o que ele disse. Cremos que a vida humana é mais extraordinária do que uma simples existência transitória. Não somos como insetos. Sem dúvida, Krutch sabia que os insetos possuem ciclos de vida, enquanto os seres humanos têm histórias. Então, se nós, como indivíduos, não somos singulares, então também não somos importantes; se não somos importantes, então a vida não tem sentido algum e não vale a pena ser vivida. Podemos muito bem seguir a filosofia epicurista: “Comamos e bebamos, pois amanhã morreremos” (1 Co 15:32b).

Em nosso texto base no livro de Eclesiastes, Salomão vê algo acima do ser humano, um Deus que está no controle do tempo e que equilibra as experiências da vida (3:1-8). Em seguida, vê algo dentro do ser humano que o une a Deus: a eternidade em seu coração (3:9-14). Salomão admite que a vida do ser humano está ligada à eternidade.

Confesso à igreja que antes da leitura do livro “Uma vida com propósitos”, nunca antes eu havia sido ministrado sobre esta afirmação de que Deus pôs a eternidade em mim. Uma breve explicação sobre isso já seria suficiente para elucidar em mim o porquê de as coisas que vejo e apalpo, por mais raras, por mais nobres e por mais caras sejam ou tenham sido, não poderem atender às reclamações da minha alma. Bens terrenos, prazeres efêmeros, conquistas financeiras não preenchem o vazio do nosso coração. Fomos criados para prazeres mais elevados. Fomos feitos para aspirações mais sublimes. Temos em nós não apenas as digitais do criador, mas também, sua própria natureza. Fomos criados como seres morais e espirituais.

O homem foi criado para a vida eterna. Aqueles que investem apenas nesta vida são loucos. Aqueles que buscam o sentido da vida nas aventuras da embriaguez, ou na instabilidade das riquezas, ou nas aventuras do sexo ou mesmo no glamour do sucesso descobrem que todas essas conquistas não passam de vaidade. Quando você compreender plenamente que na vida há muito mais que apenas o aqui e agora e perceber que a vida é apenas uma preparação para a eternidade, começará a viver de forma diferente – passará a viver à luz da eternidade e a lidar com cada relacionamento, tarefa ou circunstância de uma perspectiva nova. Subitamente, muitas atividades e até mesmo problemas que pareciam importantes vão se tornar banais, insignificantes indignos de sua atenção. Quanto mais próximo você viver de Deus, mais as outras coisas vão lhe parecer insignificantes. À luz da eternidade, os valores mudam.

A Bíblia diz no Salmo 33:11: “O que o Senhor planeja dura para sempre, as suas decisões permanecem eternamente”. Então, acredito que Deus tem um propósito para nossa vida na Terra, mas que não termina aqui apenas com algumas décadas vividas. Não termina simplesmente com a morte. Na verdade, a morte é tão somente a transição para a eternidade. Devemos encarar nossa vida aqui como um teste, como um cargo de confiança. Estamos semeando sementes que vão crescer e amadurecer. Há consequências eternas resultantes de todas as nossas palavras, ações e pensamentos. Nossos pensamentos são contados, nossas palavras pesadas, nossas obras julgadas. Aquilo que o homem semear isso ele ceifará. O que nós vivemos nesta vida, vamos colher depois da morte por toda a eternidade.

Diante disso, devemos considerar duas verdades muito importantes: A verdade de que a futura felicidade daqueles que são salvos é eterna e, a verdade de que a futura miséria dos perdidos também é eterna.

Então queridos, definitivamente estou convicto de que fomos criados para a eternidade, seja ela com Cristo ou sem Ele. O apóstolo João escreveu: “Este mundo está desaparecendo juntamente com tudo o que ele almeja. Mas, se você faz a vontade de Deus, viverá para sempre” (1 João 2:17).

Se hoje você ouvir a voz de Jesus te chamando, não endureça seu coração. Não adie mais a sua entrega a Cristo. Há um abismo ou um paraíso à sua frente. Para onde você está indo?

Perguntas para meditação:

1. Você já parou pra pensar onde você estará na eternidade?

2. Você consegue entender a sua vida como um teste? Onde ou em que você foi testado recentemente?

3. Você se acha hoje preparado para encontrar-se com Deus? Compartilhe

Fazer Download em PDF:

GUIA-VIDA-COM-PROPOSITO-02
.pdf
Download PDF • 213KB

Mensagem:

https://youtu.be/wjiHywVDVtY

84 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo