• ibrthe

Criados para imitar a Cristo

Por Isaac Melo

Quando foi criar o homem, Deus declarou: “Façamos o homem à nossa imagem e semelhança” (Gn 1.26). Foi com esse objetivo que fomos criados. Em toda a criação, somente o ser humano foi feito à imagem de Deus.

Mas perdemos muitos aspectos da imagem de Deus por causa do pecado. Nosso coração era puro, hoje a nossa tendência é de sempre fazer o mal. Mesmo quando não queremos, muitas vezes, não conseguimos nos controlar e cedemos ao pecado.

Além disso, perdemos o relacionamento com Deus que tínhamos no princípio. Era um relacionamento de intimidade e paz, mas o pecado nos distanciou de Deus. Como nos perdemos no meio do caminho, Deus traçou um novo plano com o objetivo de resgatar a sua imagem em nós. E restaurar o nosso relacionamento com Ele.

Como Deus fez isso? A Bíblia diz em Efésios 1.4-5:

“Mesmo antes de criar o mundo, Deus nos amou e nos escolheu em Cristo para sermos santos e sem culpa diante dele. Ele nos predestinou para si, para nos adotar como filhos por meio de Jesus Cristo, conforme o bom propósito de sua vontade.”

Foi por meio de Jesus Cristo que Deus concretizou o Seu plano de nos tornar novamente Seus filhos. Filhos parecidos com Deus, santos como Ele é.

Como Romanos 8.29 também diz:

Porque aqueles que já tinham sido escolhidos por Deus ele também separou a fim de se tornarem parecidos com o seu Filho. Ele fez isso para que o Filho fosse o primeiro entre muitos irmãos.

O objetivo de Deus é que sejamos parecidos com Cristo. É imitando ele que aprendemos a ser como o nosso Pai Celestial, nos tornando a sua imagem que fomos criados para ser.

Já entendemos que fomos criados para imitar a Cristo. Agora precisamos responder duas perguntas importantes sobre esse propósito.

A primeira é: O que significa ser semelhante a Cristo?

Ser semelhante a Cristo é, em essência, ter o caráter como o de Jesus quando viveu em nosso meio.

Como era o caráter de Jesus? Podemos saber isso observando suas ações e palavras. Mas o caráter de Jesus é melhor resumido através de alguns textos bíblicos, como as bem-aventuranças de Mateus 5.1-12; o fruto do Espírito de Gálatas 5.22-23; e o capítulo sobre o amor de 1 Coríntios 13;

Quando lemos esses textos aprendemos que o caráter que devemos ter inclui um coração puro, humildade e misericordioso, que busca a justiça e promove a paz. Inclui ações que demonstram amor às pessoas, que transmite alegria e paz, ser alguém bondoso, amável e paciente, demonstrar ser fiel e ter domínio sobre si mesmo.

Quem tem o caráter de Cristo tem um amor que não é ciumento, nem orgulhoso, nem vaidoso; tem um amor que não é grosseiro, nem egoísta; um amor que não se irrita facilmente, nem guarda mágoas, ou seja, perdoa aqueles que o ofendem; quem ama de verdade se alegra com a justiça e não com a injustiça; o amor verdadeiro nunca desiste do próximo. O caráter de Cristo manifesta um amor que nunca se acaba.

Isso pode parecer algo difícil de alcançar. Mas é importante entendermos que Deus não espera perfeição. Ele sabe das nossas limitações. O que Ele quer é que estejamos em progresso.

Precisamos entender também que nos tornar semelhante a Cristo é um processo que durará a vida inteira. É um processo que a Bíblia chama de santificação. Esse processo começa quando entregamos a vida a Cristo e se desenrola à medida que fazemos escolhas que fortalecem o caráter que Deus está construindo em nós.

Já sabemos que Deus nos criou para ser semelhante a Cristo. Sabemos também que ser semelhante a Cristo é ter o seu caráter.

A outra pergunta importante é: Como me tornar semelhante a Cristo? Ou seja, o que nós precisamos fazer para alcançar esse propósito.

Essa é a melhor parte, porque não é sozinho que vamos conseguir desenvolver o caráter de Cristo. Talvez o que tem feito você falhar até hoje, seja exatamente o fato de tentar fazer com esforço próprio.

Quantas vezes você já tomou decisões de ser uma pessoa melhor? Quantas vezes, depois de pecar, você cheio de culpa prometeu para si mesmo e para Deus que nunca mais faria algo? Eu sei que você estava sendo sincero quando declarou isso. O que faltou foi você buscar no lugar certo a capacidade para vencer. Ou melhor, buscar a pessoa certa para conseguir mudar.

O problema é que focamos muito em dizer o que devemos fazer e pouco em como receber poder para fazer. Rick Warren diz que: As características de Cristo não são produzidas por imitação, mas por habitação”.

É o Espírito Santo habitando em nós que nos capacita para sermos pessoas cada vez melhores. Como está em Gálatas 5.16: “Por isso digo: deixem que o Espírito guie sua vida. Assim, não satisfarão os anseios de sua natureza humana”.

A transformação que precisamos não tem tanto a ver com o nosso esforço, mas com a nossa entrega. Entregar a Deus o controle e confiar que Ele está fazendo o melhor em nós. À medida que você se entrega, Deus trabalha cada vez mais em seu caráter.

Mas temos dificuldade em nos entregar a Deus, porque queremos realizar os nossos propósitos e não os de Deus. Mas não se esqueça, você foi criado para cumprir os propósitos de Deus e não o contrário.

Quero citar novamente Rick Warren, quando ele diz:

O supremo objetivo de Deus para sua vida aqui não é o conforto, e sim o desenvolvimento do caráter. Toda vez que você se esquecer que desenvolver o caráter é um dos propósitos de Deus na sua vida, você ficará frustrado diante da situação que estiver enfrentando.


Perguntas para meditação:

1. O que significa ser semelhante a Jesus?

2. Como podemos desenvolver o caráter de Jesus em nossa vida?


Fazer Download em PDF:

GUIA-VIDA-COM-PROPOSITO-07
.pdf
Download PDF • 224KB

30 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo